Fatores de classificação do mecanismo de pesquisa

Quais são alguns dos fatores de classificação do mecanismo de pesquisa? É sempre uma boa ideia estar atualizado sobre os fatores que os mecanismos de pesquisa usam para determinar os resultados da pesquisa e classificar os sites.

Os profissionais de marketing digital e os especialistas em SEO buscam continuamente a verdade sobre os fatores de classificação nos mecanismos de pesquisa. Os fatores de ranking avaliados pelos algoritmos Google e Bing. E também estão entre outros mecanismos de busca. Estes são os segredos mais bem guardados no negócio de internet e que, principalmente, evitam manipulações.

Espera-se que muitas empresas que têm especialistas em SEO contratadas realizem análises complexas de dados e publiquem seus resultados nos chamados White Papers de SEO.

Neste guia, compartilharemos os fatores essenciais do ranking de SEO que você precisa para dominar a pesquisa. No final deste post, você terá um site bem otimizado que trará mais negócios para você.

Fatores de classificação do mecanismo de pesquisa

Lista de fatores de classificação do mecanismo de pesquisa

O Google usa cerca de 200 fatores para classificar um site. Pelo visto, não importa quão preciso seja esse número, já quea magnitude disso ainda é intimidante.

Especialmente para alguém apenas começando a classificar seu site. Certamente, nem todos esses fatores são igualmente importantes. Alguns são de fato obrigatórios, mas outros podem não fazer muita diferença em seu mercado.

Se você acabou de lançar seu site e está tentando descobrir quais aspectos do SEO você deve focar primeiro, aqui está um deleite para você.

Uma lista dos fatores mais importantes do ranking, principalmente aditada pelo Google.

  1. Valor do conteúdo proposto
  2. Palavra-chave no título e no texto
  3. Comprimento do conteúdo
  4. Velocidade no carregamento da página
  5. Segurança do site com certificados SSL
  6. Otimizado para dispositivos móveis
  7. Confiança de domínio
  8. Número de visitas ao site
  9. O uso da tag canônica
  10. Otimização de imagens
  11. Atualização de conteúdo
  12. Links no conteúdo da página

1 – Valor do conteúdo proposto

A parte mais importante de um site é a credibilidade. E quando você escreve um conteúdo com alto grau de conhecimento e propriedade, ele eleva a confiabilidade do leitor. Isso é um prato cheio para os mecanismos de pesquisa.

Se você escrever um texto objetivo com um vocabulário rico em termos ponderados, há uma grade chance de ser indexado rapidamente.

Você já notou que em alguns resultados de pesquisa no Google, tem no seu início a data e a hora muito recentes? Pois é o valor do texto proposto. Todos os motores de pesquisas estão, como loucos, a procura deste conteúdo. É o que tem de melhor, ou o que a multidão quer ler.

2 – Palavra-chave no título e no texto

Por que a palavra-chave deve estar no título? A metatag do título é um dos sinais de relevância mais fortes para um mecanismo de pesquisa. A tag em si destina-se a fornecer a descrição precisa do conteúdo das páginas.

Neste ínterim, os mecanismos de pesquisa as usam para exibir o título principal de um resultado de pesquisa. Incluir uma palavra-chave nela indicará ao mecanismo de pesquisa o que classificar a página.

Idealmente, a palavra-chave deve ser colocada no início da tag de título. As páginas otimizadas dessa maneira classificarão melhor do que aquelas com palavras-chave mais próximas do final da tag do título.

Palavra-chave na tag de meta descrição. A importância da meta descrição hoje é frequentemente discutida nos círculos de SEO. Ainda assim é um sinal de relevância.

Também é crucial para obter cliques de usuários nas páginas de resultados de pesquisa. Incluir a palavra-chave faz com que seja mais relevante para um mecanismo de pesquisa e um pesquisador

Palavra-chave na tag H1. A tag H1 é outro fator relevante, servindo como uma descrição do conteúdo das páginas. Apesar de uma discussão contínua sobre sua importância, ainda é uma boa prática incluir sua palavra-chave em uma tag H1 exclusiva em uma página.

Usando palavras-chave ao longo do texto. Até recentemente, rechear sua página com palavras-chave era uma maneira infalível de aumentar seus rankings para uma determinada palavra-chave. Isso não é mais o caso. Usando a palavra-chave no corpo da página ainda envia um sinal de relevância, mais do que o conteúdo é sobre. Como você coloca, no entanto, mudou drasticamente.

3 – Comprimento do conteúdo

Um dos princípios básicos de SEO com os quais poucos especialistas podem concordar é o tamanho do conteúdo. Não acho que haja um tamanho de conteúdo perfeito para todos os sites. Mas tudo depende; em termos de SEO; da proposta do seu conteúdo, como eu citei no primeiro fator. Existem conteúdos que tem apenas três ou quatro linhas, mas são tão objetivos, que estão indexados.

Por exemplo: sites de perguntas e respostas não tem um conteúdo extenso em uma página e no entanto, então indexados e bem classificados pelos buscadores da web.

A duração da sua página depende muito da sua indústria, público-alvo e fonte de tráfego. Mas um tamanho mínimo de conteúdo que eu normalmente recomendo é de 300 palavras. Assim como é também a recomendação de um dos mais populares plugins de SEO, o Yoast.

Concentrando-se apenas na duração do seu conteúdo não é suficiente, especialmente se o conteúdo é irrelevante para a consulta do usuário. Então não importa quanto tempo é, porque a relevância em geral para o SEO é a chave.

4 – Velocidade no carregamento da Página

Velocidade de página tem sido citada como um dos principais fatores de ranking de SEO por anos. O Google quer melhorar a experiência dos usuários na Web e as páginas de carregamento rápido definitivamente farão isso.

O Google anunciou uma atualização do algoritmo do mecanismo de pesquisa com foco na velocidade da página para dispositivos móveis. Isso começou a afetar sites a partir de julho de 2018. Se o site não for carregado rapidamente em dispositivos móveis, poderá ser penalizado.

Use a ferramenta de testes para dispositivos móveis do Google para ver como seu site se destaca.

Ferramenta de teste móvel do Google.

No entanto, se você estiver usando o WordPress, tente instalar um plugin de cache, que possa melhorar o tempo de carregamento do seu site. Outra opção é usar um CDN

5 – Segurança do site com certificados SSL

Não há mais debate se ter um site seguro com https, ou não fazer a diferença para SEO. Em agosto de 2014, o Google anunciou oficialmente que mudar seu site para HTTPS lhe dará um pequeno aumento no ranking. Isso já faz tempo que está em prática!

No white paper do SEMrush, eles revelam que domínios de posições superiores com palavras-chave de alto e muito alto volume, têm mais domínios HTTPS em comparação com domínios de posições superiores com volume baixo e médio.

A taxa de adoção de HTTPS em nichos menos competitivos é até 20% menor, o que cria uma grande oportunidade para superar a concorrência. Segundo SEMrush

6 – Otimizado para dispositivos móveis

Enquanto estamos no assunto de mobilidade, a facilidade de uso móvel é outro grande fator de classificação de SEO. Mais pessoas usam dispositivos móveis do que desktop para acessar a web. E portanto, essa é uma razão pela qual houve mudanças na forma como o Google classifica os resultados da pesquisa.

O índice do Google para dispositivos móveis é agora uma realidade. O que significa que ele está obtendo os resultados de sites otimizados para dispositivos móveis em primeiro lugar, em vez de sites voltados para computadores desktop. Se o seu site não for otimizado para dispositivos móveis, você corre o risco de ficar na geladeira, pelo menos em termos de SEO.

Muitos dos fatores de classificação de SEO que analisaremos neste artigo ajudarão você a estabelecer as bases para um bom ranking no mecanismo de pesquisa. Mas também é necessário cuidar da experiência do usuário quando as pessoas acessam seu site.

Algumas melhorias incluem:

  • Se você tem um site responsivo que redimensiona automaticamente para caber no dispositivo.
  • Se você está usando fontes grandes para facilitar a leitura em uma tela pequena.
  • Acessibilidade e navegabilidade, inclusive facilitando tocar nos menus.
  • Garantir que o conteúdo essencial não esteja oculto pelos anúncios intersticiais.

Obtenha mais dicas sobre o design otimizado para dispositivos móveis para melhorar a classificação das pesquisas do Google. Aqui em wpfoco.com.br tem algumas dicas interessantes ao longo dos tutoriais.

7 – Confiança de domínio

Confiança importa. É difícil não pensar que os sites em que o Google confia devem ser mais altos. Mas como você constrói essa confiança? Brian do site Backlinko tem uma lista completa de fatores de confiança. Confira o que ele diz.

Escusado será dizer que, construindo fatores de confiança do seu domínio, certamente vai pagar. Brian acrescenta em sua análise, que os sites com as informações de contatos iguais as informações de Whois tendem a ter mais credibilidade e atrair mais atenção do Google. Eu sou obrigado a concordar com ele, em grande parte. Mas vale a pena estudar mais esta questão.

8 – Número de visitas ao site

Obviamente, um dos principais indicadores da popularidade de um site é o número de visitas. Os visitantes encontram o seu site a partir de diferentes origens de tráfego: pesquisa orgânica, referências, redes sociais, marketing por e-mail, pesquisa paga, tráfego direto etc.Se o seu site tem um compartilhamento efetivo de seu conteúdo e agrada a todos, certamente será indexado rapidamente.

Os motores de pesquisas competem por popularidade. E você digitar a palavra futebol no Google, veja quem aparece nas primeiras posições. Você já ouviu dizer que toda água só corre para o mar? Pois é, na web são os motores de pesquisas que levam esta água para os mares.

9 – O uso da tag canônico

Às vezes, no entanto, ter duas URLs com conteúdo semelhante é inevitável. Uma das maneiras de impedir que isso se torne um problema de conteúdo duplicado é usar uma tag canônica no seu site. Essa tag faz uma coisa simples, mas relevante.

Ela diz ao Google que uma URL é equivalente a outra. Com isso afirma claramente que, apesar de duas páginas terem o mesmo conteúdo, elas são de fato uma.

10 – Otimização de imagem

Não é só o texto que pode ser otimizado em uma página, mas também outras mídias. As imagens, por exemplo, podem enviar os sinais de relevância do mecanismo de pesquisa por meio de seu texto alternativo, legenda e descrição, por exemplo.

11 – Atualizações de conteúdo

O algoritmo do Google prefere conteúdo atualizado recentemente. Isso não significa que você tenha que editar suas páginas o tempo todo. Acredito que, para páginas comerciais, como as descrições de produtos, o Google reconhece o fato de que elas não são tão sensíveis quanto as publicações de blog sobre eventos recentes.

É sábio, no entanto, incluir alguma estratégia para atualizar certos tipos de conteúdo uma vez a cada 12 meses ou mais. Isso certamente, melhorar a classificação do mecanismo de pesquisa e é aconselhado por qualquer especialista em SEO.

12 – Links no conteúdo da página

É importante fazer ligações de seu conteúdo, com outro conteúdo de seu próprio site. Você também deve fazer referências para outros sites, que são chamados de links de saída. links de âncora, também é um bom fator de classificação de SEO.

  • Links de saída. Vincular a páginas autoritativas envia sinais de confiança para o mecanismo de pesquisa. Pense desta maneira, a única razão pela qual você enviaria um usuário para outro site é se você queria que eles aprendessem mais sobre o assunto. Isso pode ser um fator de confiança enorme para o Google.

Muitos links externos, no entanto, podem diminuir significativamente o PageRank da página, prejudicando sua visibilidade na busca. Os links externos podem afetar seus rankings, mas você deve usá-los com moderação.

  • Links internos. Interligar páginas no seu site pode passar a sua força entre elas. Dizem que os links dentro do conteúdo da página valem mais do que links em uma barra lateral. Por exemplo: links de âncoras de ligação.
  • Âncora de ligação. O texto âncora de um link costumava ser um forte fator de classificação. Hoje ele pode ser utilizado como um indicador de spam na web, impactando negativamente seus rankings.

Este é um importante fator de classificação do mecanismo de pesquisa. Principalmente para análise do plugin Yoast SEO

Em conclusão sobre SEO

Os requisitos de SEO continuam mudando e pode ser difícil acompanhar os desenvolvimentos mais recentes. Mas se você quiser que seu site receba tráfego, é preciso saber.

Sites bem otimizados obtêm mais e mais tráfego ao longo do tempo e isso significa mais leads e vendas. Sem SEO, os pesquisadores não conseguirão encontrar o seu site e todo o seu trabalho será em vão.

Então, você deve seguir estes adicionais no seu web site, se pretende ter uma voa visitação e aumentar as suas chances de crescer.

Tags:

Diga-nos o que você achou desta postagem

      Deixe um Comentário

      WP Foco
      Logo