O que é HTTP/3 e como usar no seu site WordPress com CloudFlare

Estamos na era do protocolo de transferência de hipertexto versão 3, intimamente denominado de HTTP/3. Esta versão permite conexões mais rápidas e baixa latência, para sites hospedados ao redor do mundo.

Nas palavras de Ryan Hamilton, engenheiro de software da equipe do Google, “o HTTP / 3 deve melhorar a web para todos”. Neste sentido, as equipes do Chrome e do CloudFlare estão trabalhando juntas para levar o HTTP/3 e o QUIC dos padrões nascentes para as tecnologias amplamente adotadas para melhorar a web. Portanto, a forte parceria entre os líderes do setor é o que torna possíveis as inovações nos padrões da Internet. Dessa forma, esperamos ansiosamente por este trabalho contínuo em conjunto, para que sirva aos usuários da web um grande avanço em termos de conexão de Servidores.

O protocolo de transporte QUIC possui vários recursos desejáveis ​​no transporte para HTTP, como multiplexação de fluxo, controle de fluxo por fluxo e estabelecimento de conexão de baixa latência. Este documento descreve um mapeamento da semântica HTTP sobre QUIC. Este documento também identifica os recursos HTTP/2 incluídos no QUIC e descreve como as extensões HTTP/2 podem ser portadas para HTTP/3.

Então, o que é HTTP/3?

O HTTP/3 é a próxima versão principal do HTTP, o protocolo através do qual o conteúdo é transferido dos servidores para os clientes, onde é exibido dentro de navegadores, aplicativos móveis ou outros aplicativos.

HTTP v3 – ou HTTP/3 – é diferente de tudo que veio antes. É uma reescrita completa do HTTP que usa o protocolo QUIC em vez do TCP e também vem com suporte TLS embutido – termo de segurança de criptografia.

O que é o QUIC?

QUIC originalmente significava: Conexões Rápidas à Internet UDP. Este protocolo foi projetado para ser mais rápido com menor latência que o TCP. O QUIC oferece menos sobrecarga ao estabelecer uma conexão e transferências mais rápidas de dados pela conexão. Ao contrário do TCP, um erro como um dado perdido ao longo do caminho não fará com que a conexão pare e aguarde a solução do problema. O QUIC continuará transferindo outros dados enquanto o problema estiver sendo resolvido.

Há de se saber, que o QUIC foi adicionado ao Google Chrome em 2013. O Chrome o usa quando se comunica com os serviços do Google e alguns outros sites como o Facebook, por exemplo. Além disso, está disponível para aplicativos Android. Por outro lado, o QUIC não é um padrão integrado a todos navegadores da web, ainda. Porém com o HTTP/3, a tecnologia também está chegando de maneira padrão a outros navegadores.

Cloudflare, Google Chrome e Firefox já adicionam suporte a HTTP/3

A próxima iteração do protocolo HTTP começa a entrar nos sistemas de produção.

  • Cloudflare já anunciou há alguns meses, que os clientes poderão ativar uma opção em seus painéis e ativar o suporte a HTTP/3 e QUIC para seus domínios.

Isso significa que sempre que os usuários visitam um site hospedado no Cloudflare a partir de um cliente compatível com HTTP/3, a conexão é atualizada automaticamente para o novo protocolo, em vez de ser manipulada por versões mais antigas.

No lado do navegador, o Chrome Canary também já adicionou suporte para HTTP/3 e se você configurar no CloudFlare já pode sentir a diferença. Os usuários também podem habilitá-lo usando os sinalizadores da linha de comando do Chrome --enable-quic --quic-version = h3-23.

  • A Mozilla também anunciou que lançaria suporte para HTTP/3. O fabricante do navegador está programado para enviar o HTTP/3 em uma próxima versão do Firefox Nightly a qualquer momento.

Como adicionar HTTP/3 e QUIC para o site WordPress com CloudFlare

Como já foi dito acima, clientes de CloudFlare já podem habilitar a opção de HTTP/3 para seus domínios. Isso, certamente melhora a velocidade no carregamento do site e, certamente, nas conexões com os servidor.

Para fazer estas configurações, a única coisa que você precisa é estar usando os DNS de CloudFlare, para seu domínio.

Eu vou mostrar o passo a passo, para você habilitar este protocolo no CloudFlare e, em seguida, testar e ficar feliz com a rapidez do seu site.

  • Faça login na sua conta do CloudFlare.
  • Clique na guia Network.
  • Localize a opção HTTP/3 (with QUIC) e clique no botão cinza, para habilitar.

Habilitar a função HTTP/3

  • Agora desça para a opção 0-RTT Connection Resumption e ative-a também.

0-RTT Connection Resumption com http/3

O que é Retomada de Conexão 0-RTT?

Conforme a seção de ajuda da CloudFlare, o reinício da conexão 0-RTT permite que a primeira solicitação do cliente seja enviada antes que a conexão TLS ou QUIC seja totalmente estabelecida. Como resultado isso, cria tempos de conexão mais rápidos, quando o cliente está retomando uma conexão que já foi estabelecida anteriormente.

Acelere ainda mais o carregamento do seu site com Cache + Http/3 e plugin de Cache

Se você deseja ver o seu site carregando ainda mais rápido vá para a guia Caching no CloudFlare.

Caching CloudFlare conexões mais rápidas

Em seguida, localize e ative o Cache para a opção padrão, na seção Caching Level.

Desça mais um pouco até a seção Browser Cache Expiration e defina o período de cache. A imagem a seguir ilustra como fazer isso!

Ativar cache no CloudFlare com http/3 e obter conexões rápidas

Usando um plugin de cache no WordPress e ativando no CloudFlare

Para seu site economizar recursos do servidor e banda na rede da internet, é preciso instalar um plugin de cache. Eu uso e recomendo WP Fastest Cache, porque é prático e faz exatamente o que promete. Não há necessidade de habilitar todas as opções, quando você instalar e habilitar as configurações, porque, como todo plugin de cache, ele pode quebrar algumas opções no site.

Por exemplo, se você usar menus suspensos na versão mobile do seu tema, não recomendo minimizar e embutir os javascript. Nem habilitar as funções de fontes do Google, mas isso é opcional. Você pode testar todas as opções e depois escolher as que realmente lhe interessa.

Obtendo a chave API do CloudFlare

Você pode pegar sua chave API do CloudFlare, com as seguintes etapas:

  1. Faça login em sua conta CloudFlare.
  2. E na página inicial procure pela opção Get your API token.
  3. Quando estiver logado, localize a seção API Keys.
  4. Logo depois localize, Global API Key e clique no botão VIEW.
  5. Após abrir uma janela suspensa entre com sua senha e obtenha sua chave API.
  6. Copie e cole no local indicado dentro do WP Fastest Cache no painel WordPress Admin.

Volte para o Painel Admin no WordPress, para o plugin WP Fastest Cache e quando configurado, faça o seguinte:

  • Vá para a guia CDN e selecione CloudFlare.

CDN para WP Fastest Cache

  • Nesta opção, uma janela vai abrir para incluir o e-mail da conta CloudFlare e a chave global API.

API CloudFlare para WP Fastest Cache e conexões rápidas

  • Basta clicar em NEXT até o final e clicar em Concluir.

Uma vez inseridos estes itens seu site estará pronto para deixar os usuários mais felizes, porque carregará em tempo mínimo. As vezes menos de 1 segundo, dependendo do peso da página.

Agora seu site está pronto para ser um dos primeiros na lista de SEO com carregamento mais rápido e conexões rápidas no servidor de origem. Depois de alguns dias você pode testar e acompanhar relatórios de SEO, para ver se o site obteve mais usuários. Um dos melhores relatórios para ver essa e qualquer outra estatística é o Google Analytics, mas CloudFlare também já mostra dados de forma mais simples, para você acompanhar o desempenho do seu site.

Agora você já sabe o que é HTTP/3 e como usar no seu site WordPress com CloudFlare, para obter conexões mais rápidas com seu website.

Diga-nos o que você achou desta postagem

      Deixe um Comentário

      WP Foco
      Logo